Enfoco: A importância da qualidade da água na suinocultura.

Enfoco: A importância da qualidade da água na suinocultura.

Pontos abordados na palestra:

Água, a via de contaminação

Toda doença que a via de infecção é a orofaríngea e digestiva, a água serve como potencial veículo na transmissão e disseminação dos agentes.

Muitos microrganismos podem ser transmitidos pela água, especialmente os entéricos como Salmonellas, Vibrio cólera, Escherichia coli, Leptospira  sp., Clostridum, Erysipelothrix, Enterovirus, Rotavirus, Virus da febre aftosa, VPSC e PSA, Protozoários e Ovos de helmintos.

A palestra abordava os problemas reflacionados a má qualidade da água e técnicas de tratamento para minimizar os impactos causados a saúde dos suínos.

Faça download da palestra aqui: A importância da qualidade da água na suinocultura

O meio ambiente, o marketing da sustentabilidade e os impactos ambientais da indústria da carne.

O meio ambiente, o marketing da sustentabilidade e os impactos ambientais da indústria da carne.

Diferentemente dos efluentes gerados por outros seguimentos industriais que tem altas cargas de contaminantes químicos como metais, corantes ou derivados de petróleo a indústria de alimentos de modo geral caracteriza-se pela alta carga orgânica.

A preocupação com a preservação do meio ambiente faz com que a cada ano as normas ambientais sejam mais restritivas e por vezes chegam a causar confusão aos que no dia a dia precisam se esmerar para cumprir as legislações em constante atualização.

Independente da norma a ser seguida e da complexidade exigida, um princípio elementar que os profissionais de meio ambiente devem ter em mente, sejam consultores ou responsáveis pela área ambiental em suas empresas é que estas devem ser lidas, interpretadas e estar sobre completo domínio daqueles que respondem por este tema.

Há uma prática muito comum de estes profissionais procurarem laboratórios de análises ambientais e esperar que os mesmos indiquem quais são os parâmetros a serem avaliados em sua amostra, seja a matriz um efluente, um resíduo ou água.

Um laboratório de análises ambientais não tem subsídios suficientes para receber uma amostra de qualquer que seja a matriz e simplesmente estabelecer parâmetros para analises sem uma total inteiração com o profissional do meio ambiente que lhe defina a origem e o destino daquele material.

Fazer a avaliação de uma matriz sem a interação total com o cliente seria como se o leitor ao sentir um mal estar, procurasse um laboratório de análises clínicas, solicitasse que o mesmo realizasse algum exame de sangue para que ele então pudesse procurar um médico que lhe desse um diagnóstico. Ocorre exatamente ao contrário e neste caso o médico é o consultor de saúde que orienta e diagnostica o paciente.

Existem laboratórios que contam com serviços de consultoria ambiental. Neste caso um profissional poderá realizar uma visita local e então definir junto com a empresa o que deverá ser realizado. Entretanto este profissional deverá assumir a responsabilidade deste serviço prestado junto aos órgãos reguladores.

Entretanto, quando o profissional responsável pela empresa, seja um consultor ou um gestor ambiental, entra em contato com o laboratório e solicita serviços de analises ambientais, deverá passar todas informações possíveis sobre a matriz a ser avaliada para que o laboratório possa avaliar os parâmetros corretos e assim emitir um laudo que atenda as exigências da legislação.

Faça download do artigo completo: O meio ambiente, o marketing da sustentabilidade e os impactos ambientais da indústria da carne.

Reduzir, Tratar e Reutilizar

Reduzir, Tratar e Reutilizar

Dia 22 de março é o dia Mundial da Água a cada ano que que tem como objetivo estabelecer estratégias para a adoção de medidas objetivando combater a crise da água. Hoje, existem mais de 663 milhões de pessoas que vivem sem abastecimento de água potável em sua casa, aguardando inúmeras horas numa fila ou caminhando longas distancias até uma fonte e ainda sofrem com os impactos na saúde pelo uso de água contaminada. 

O tema deste ano traz um alerta: Por que desperdiçar água? Em apoio ao SDG 6.3 (Sustainable Development Goal Indicators), que tem com o meta até 2030, melhorar a qualidade da água, reduzindo a poluição, eliminando o despejo e minimizando a liberação de produtos químicos e materiais perigosos, reduzindo pela metade a proporção de águas residuais não tratadas e aumentando substancialmente a reciclagem e a reutilização segura em todo o mundo, ou seja reduzir a poluição, tratar e reutilizar as águas residuais.

Globalmente, a grande maioria de todas as águas residuais de nossas casas, cidades, indústria e agricultura flui para a natureza sem ser tratada ou reutilizada – poluindo a água que bebemos, tomamos banho e irrigação e por outro lado desperdiçamos valiosos nutrientes que são descartados nas águas residuárias.

Reduzir e seguramente tratar e reutilizar as águas residuais, por exemplo na agricultura e na aquicultura, protege os trabalhadores, os agricultores e os consumidores, promove a segurança alimentar, a saúde e o bem-estar.

Compartilhar

Relacionados

O meio ambiente, o marketing da sustentabilidade e os impactos ambientais da indústria da carne.

Muitas empresas, principalmente as de maior visibilidade e consequentemente as mais fiscalizadas, tem se adequado as normas, Entretanto, o que mais frequentemente acontece em muitas empresas pequenas ou mais afastadas dos grandes centros é o despejo direto de efluente em pequenos rios e córregos. Rios de pequeno porte recebem um resíduo volumoso e impede que seja possível sustentar a vida aquática no mesmo.

Reduzir, Tratar e Reutilizar

Dia 22 de março é o dia Mundial da Água a cada ano que que tem como objetivo estabelecer estratégias para a adoção de medidas objetivando combater a crise da água. Hoje, existem mais de 663 milhões de pessoas que vivem sem abastecimento de água potável em sua casa,...